(+351) 261 411 151 ERPI (+351) 261 412 329 geral@scmlourinha.pt

Intervenção Precoce

A resposta social de Intervenção Precoce na Infância (IPI) surge na Instituição Santa Casa de Misericórdia da Lourinhã após acordo de cooperação celebrado a 01/07/2007 entre o Instituto da Segurança Social, I.P. Centro Distrital de Segurança Social de Lisboa, a Direcção Regional de Educação de Lisboa e a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo.

A 21/06/2011 é assinado novo Protocolo de Constituição das Equipas Locais de Intervenção, no âmbito do Sistema Nacional de Intervenção Precoce na Infância – ELI Lourinhã/Cadaval.

No âmbito deste Protocolo a Instituição tem como recursos: 1 Assistente Social, 1 Psicólogo, 1 Terapeuta da Fala e 1 Técnica de Educação Especial e Reabilitação, integrando a Equipa Local de Intervenção – Lourinhã/Cadaval.

 

O que é o Sistema Nacional de Intervenção Precoce na Infância (SNIPI)?

O SNIPI foi criado ao abrigo do Decreto – Lei nº 281/2009, publicitado no Diário da República a 6 de Outubro, tendo como missão garantir a Intervenção Precoce na Infância.

Funciona através da atuação coordenada dos Ministérios do Trabalho e da Solidariedade Social, da Educação e da Saúde, conjuntamente com o envolvimento das famílias e da comunidade.

O que é a Intervenção Precoce na Infância (IPI)?

A IPI apresenta-se como um conjunto de medidas de apoio integrado centrado na criança e familia, incluindo acções de natureza preventiva e reabilitativa,  no campo da educação, da saúde e da acção social.

A quem se dirige a IPI?

A familias de crianças entre os 0 e os 6 anos, com alterações nas funções ou estruturas do corpo que limitam a participação nas atividades típicas para a respetiva idade e contexto social ou com risco grave de atraso de desenvolvimento.

Quais os objetivos da IPI?

  • Detetar e sinalizar todas as crianças com necessidades de intervenção precoce;
  • Assegurar às crianças a proteção dos seus direitos e o desenvolvimento das suas capacidades;
  • Intervir junto das crianças e famílias, em função das necessidades identificadas, de modo a prevenir ou reduzir os riscos de atraso de desenvolvimento;
  • Apoiar as famílias no acesso a serviços e recursos dos sistemas de segurança social, de saúde e de educação;
  • Envolver a comunidade através de criação de mecanismos articulados de suporte social.

O que são Equipas Locais de Intervenção (ELI)?

São equipas pluridisciplinares com bases em parcerias institucionais envolvendo vários profissionais:

  • Assistentes sociais, Psicólogos, Terapeutas, Técnicos de Educação Especial e Reabilitação / Psicomotricistas.
  • Educadores de Infância de IP, Enfermeiros, Médicos de família/pedriatras, outros.

Mais informações: Direcção Geral Saúde e SNIPI